sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Alan envolvido em escândalo agora em sentido inverso

Depois do jogo com o Benfica, Alan, do Braga, vê-se novamente no epicentro de uma polémica, desta feita com Hulk, jogador do Porto.

Mesmo depois de Hulk já não usar penteado louro, Alan ainda provocou o jogador adversário chamando-o de «Loura Burra», «Moreninho Louro» ou ainda com ameaças de violência do colega Djamal

Alan havia-se referido a Javi Garcia, jogador do Benfica, como alguém racista e que insultava os colegas em campo, socorrendo-se para isso da mão à frente da boca. Tal como a Bimbosfera deu a conhecer em tempo útil, no artigo referente a este mesmo caso entre Braga e Benfica, agora as câmaras apanharam o mesmo jogador interagindo com o adversário, chamando Hulk de «Loura Burra», «Moreninho Louro» ou ainda «O Djamal já te faz a folha», o qual, ao que parece, respondeu, em tom agressivo, mas longe do alcance das câmaras, «era só tinta, como o Coentrão, artolas». Não se sabe, por ora, se houve confrontos com stewards no final do jogo, por parte de Hulk ou outros companheiros, à semelhança de jogos no passado.

Hulk já usou esta época o cabelo louro e foi alvo de bullying desportivo por parte de Alan

A Liga pondera também abrir um inquérito ao que se passou, mas antes deverá, cremos, proceder a investigações sobre o possível teor racista do caso anterior, caso esse que até agora redundou em nada.

Devido às próximas eleições para a Federação Portuguesa de Futebol, onde o actual presidente da Liga de Clubes de Futebol Profissional concorre a presidente, o antigo administrador da SAD do Futebol Clube do Porto, Fernando Gomes, não se sabe qual caso terá prioridade, o que poderá ou não castigar um jogador do Benfica, ou, por outro lado, o caso em que o Porto é o suposto prejudicado. As tramas nos corredores do poder ajudarão a decifrar estes casos mais rapidamente, no entanto.

O jogo entre as duas equipas terminou com a vitória da equipa portista por três bolas a duas, sendo que o Braga apenas reduziu já a pouco mais de cinco minutos do fim, através de uma grande penalidade e um golo tardio, ambos por Lima. Os golos portistas foram marcados, precisamente, por Hulk, dois, e um por Kléber, tendo Hulk mostrado assim que as provocações, pelo contrário, só o motivam.

Aguardamos o desfecho de mais um escândalo no futebol português, e assim que possível traremos aos nossos leitores mais notícias e desenvolvimentos do que se passa em Portugal e no mundo futebolístico.

Bimbosfera

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...